As Coisas Boas da Vida estão aqui!

Cinco motivos para visitar Inhotim

Cinco motivos para visitar Inhotim

Com imenso acervo de arte contemporânea, Inhotim é um grande complexo museológico formado por pavilhões, galerias e obras expostas ao ar livre   
     
                                      Inhotim, visitar, motivos, Cinco

O Instituto Inhotim é considerado um dos mais importantes museus de arte contemporânea do mundo, comportando um grande acervo em meio a uma área verde de beleza incrível. Por isso, o complexo localizado na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, é um dos destinos mais procurados pelos amantes da cultura e da natureza. A cidade de Brumadinho está localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, há 51 km da capital mineira. O visitante que estiver um pouco mais distante pode economizar comprando passagem aérea para Belo Horizonte. Confira as dicas e saiba porque deve colocar Inhotim na  sua lista de viagens. 

Natureza exuberante
 
A área verde de Inhotim integra, desde 2010, a Rede Brasileira de Jardins Botânicos, coordenada pela Comissão Nacional de Jardins Botânicos. Com mais de 5 mil espécies botânicas, representando 181 famílias e 953 gêneros – 28% de todas as plantas conhecidas no planeta – Inhotim ostenta 140 hectares de área de visitação, além de 145 hectares de reserva particular no domínio da Mata Atlântica. São palmeiras, imbés, antúrios, copos-de-leite, bromélias e mais de 330 espécies de orquídeas. O paisagismo explora todas as possibilidades estéticas da coleção e choca pela beleza incontestável da natureza.

                                      Inhotim, visitar, motivos, Cinco

Arte contemporânea

Com imenso acervo de arte contemporânea, Inhotim é um grande complexo museológico formado por pavilhões, galerias e obras expostas ao ar livre. Conforme o visitante passeia pelo jardim, vai se deparando com as diversas possibilidades de visitação. Entre os artistas com obras e galerias permanentes no museu estão nomes de destaque na arte contemporânea brasileira e mundial como Carroll Dunham, Zhang Huan, George Bures Miller, Chris Burden, Yayoi Kusama, Rirkrit Tiravanija, Tunga, Helio Oiticica, Cildo Meireles, Adriana Varejão e Lygia Pape. Uma vez dentro do instituto, o acesso a todos os espaços é permitido. 

Interação obra-espectador

A máxima “Don’t touch, it’s art” de Narcisa Tamborindeguy não se aplica a Inhotim. O museu tem uma série de galerias, pavilhões e obras em que a arte só se completa com a interação do público. Um dos exemplos mais emblemáticos é a galeria Cosmococa, de Hélio Oiticica e Neville D’Almeida, com cinco instalações penetráveis que proporcionam ao espectador experiências multissensoriais. Outra atração imperdível é a obra A origem da obra de arte, de Marilá Dardot. Trata-se de um conjunto de 150 vasos de cerâmica em forma de letras, 12 tipos de sementes e instrumentos de jardinagem, que convida o espectador a escrever palavras e distribuí-las em campo aberto, formando um plantio de textos e ideias.

Viagem multissensorial

Diversas atrações em Inhotim prezam pela experiência multissensorial dos visitantes. Todos os sentidos são aflorados durante o passeio no parque, mas as diversas galerias, pavilhões e obras também despertam todo tipo de sensação. Há obras que tocam pela visão, outras pelo cheiro. 
O tato é constantemente requisitado em trabalhos dos mais variados artistas. Mas um dos destaques vai para a obra Sonic Pavilion, de Doug Aitken. O artista construiu especificamente para Inhotim um buraco com 200 metros de profundidade no solo e nele instalou microfones que captam o som da Terra. 
O resultado é um pavilhão de vidro vazio em que, de tempo em tempo, é tomado pelo som, garantindo uma experiência auditiva única.      
                            
 
Atividades culturais

Visitar Inhotim não se resume a caminhar pelo parque e contemplar as obras de arte. 
O Instituto oferece uma série de atividades que ocorrem ao longo de todo o ano, enriquecendo o passeio. São espaços e encontros como Biblioteca Inhotim, Estação Educativa para Visitantes, Visita Panorâmica, Estação Descobertas Sensoriais, visitas temáticas e restaurante. As atividades são indicadas para toda a família e ajudam a conhecer mais de perto toda a estrutura do museu, além de garantir divertimento.

                                                                          
                                      Inhotim, visitar, motivos, Cinco  

Receba em seu e-mail o melhor do turismo de Ribeirão Preto e São José do Rio Preto.

Todos os direitos reservados a revista lazer & turismo. reprodução proibida sem prévia autorização.
Criação de sites, Lojas Online e Marketing   

Revista Lazer & Turismo

Rua Centenário, 790

15084140

(17) 3229-1855

photo Revista Lazer & Turismo
Work:
Rua Centenário, 790
São José do Rio Preto ,SP   15084140
Work:(17) 3229-1855